30 de março de 2013

Crítica da Semana: Oz, Mágico e Poderoso

Crítica da Semana é uma coluna que tem como objetivo mostrar minha opinião sobre os filmes que eu assistir. Meme semanal hospedado pelo Fanfics Memoráveis e postado nas sexta-feiras.



Nome: Oz - The Great and Powerful
País de Origem: Estados Unidos 
Direção: Sam Raimi
Roteiro: Mitchell Kapner, David Lindsay-Abaire 
Gênero: Fantasia/Aventura
Duração: 130 min.
Ano de Lançamento: 2013
Elenco: James Franco, Michelle Willians, Mila Kunis, Rachel Weisz, Zach Braff, Bill Cobbs, Tony Cox, Joey King, Abigail Spencer, Martin Klebba, Ted Raimi.






Um filme bem bolado, que agrada os fãs de Oz, mas não empolga.

Oz, Mágico e Poderoso e um prelúdio do clássico o Mágico de Oz que imagina os acontecimentos que precedem a chegada de Dorothy à Terra de Oz. Conta a historia de Oscar Diggs vivido por James Franco, um mágico charlatão, trapaceiro e mal intencionado que é levado por um furacão até a Terra mágica de Oz, e lá se transforma no mágico mais famoso de todos os tempos. Acompanhamos Oscar em sua jornada onde ele encontra as três bruxas, Glinda, Evanora e Theodora vividas por Michelle Willians, Rachel Weisz e Mila Kunis respectivamente, onde ele terá de decidir em qual delas confiar.

Na pele de Oscar (ou Oz), temos James Franco, e devo dizer que ele se encaixa perfeitamente no papel do mágico golpista. No começo temos um Oscar que usa do ilusionismo para enganar as pessoas e ganhar dinheiro, quando chega a Oz, vê a chance de se dar bem na vida, se aproveitando do povo que pensa que ele é o grande mágico de uma famosa profecia, que salvará toda a terra de Oz e se tornar seu governante, e de quebra, ganhará um enorme tesouro. Com o decorrer do filme, temos um amadurecimento do personagem, conforme seguimos Oscar em sua jornada para derrotar a bruxa má.

Com relação às bruxas posso dizer que Mila Kunis esta perfeita no papel de Theodora, sua personagem tem grande evolução no filme, mesclando a bondade que beira a inocência ate a maldade extrema, e Mila consegue se expressar como a personagem muito bem. Michelle Willians por mais que esteja bem no papel, parece um pouco apagada da história, não culpo a atriz por isso, mas a personagem, que não foi bem explorada no filme. Achei Rachel Weizs meio perdida como Evanora, ela até parece se esforçar, mas não engrena, não empolga. O macaquinho Finley dublado por Zach Braff (que interpreta o ajudante de Oscar na primeira parte do filme) e o ponto alto do filme, ele arranca risadas com facilidade do público.

Gostei da fotografia, mas achei que pecaram nos efeitos especiais, a impressão que se tem e a de que em determinados momentos até os atores são feitos de computação gráfica. Apesar de serem muito bem feitos, são muitos os momentos em que achei que foram exagerados e até desnecessários o seu uso. Outro ponto a ser questionado e o de que temos uma espécie de dejavú quando chegamos a Oz, assim como aconteceu em Branca de Neve e o Caçador (pelo menos para mim) parece que estamos no País das Maravilhas, entendo que isso aconteceu por que o produtor dos filmes e o mesmo de Alice, mas por mais que seja legal, poderiam diversificar um pouco.

Creio que um pouco do repertório repetitivo se dê por que não puderam fazer qualquer referência ao Mágico de Oz de 1939, uma vez que os direitos autorais pertencem a Warner Bros, por isso, não espere ver sapatinhos de rubi, ou qualquer alusão ao filme. Temos apenas uma breve menção do Leão e do Espantalho, mas nada de tão surpreendente.  

Ponto pros créditos iniciais, foram bem originais nessa parte apesar de lembrar o estilo de Tim Burton. Ponto também pra sequência de abertura (a parte do Kansas), essa sim merece muitos aplausos, dá uma ideia de filme antigo (só nessa parte lembramos do clássico de 1939) desde o preto e branco tremulado da imagem até o som meio distorcido. Elogios também a trilha sonora que está impecável.

Por fim, o filme é visualmente belo, mas não acrescenta muito e não se compromete. A impressão que fica e a de que o potencial da história e do diretor foram mal aproveitados. Recomendo pra quem quer matar a saudade de Oz, mas não espere um clássico como o filme de 1939.

O filme leva três estrelas, por que é bom, mas não honra o nome que tem.

NOTA: «««««

29 de março de 2013

Vazou o trailer de Percy Jackson e o Mar de Monstros

Pessoal, para alegria de nós, fãs surtados (no bom sentido) de Percy Jackson, vazou o trailer da adaptação de Percy Jackson e o Mar de Monstros.
Está em péssima qualidade, por que foi gravado por fãs em um cinema, mas para nós fãs já serve pra controlar nossa ansiedade. E devo dizer que minhas expectativas foram todas renovadas com esse trailer. Cadê Agosto que não chega logo?
Foi confirmado que o trailer está anexado as cópias de A Hospedeira.
Confiram o trailer:


 


Quem ae está mega ansioso por esse filme?

26 de março de 2013

Divulgada a capa de A Elite, sequência de A Seleção


A editora Seguinte divulgou a capa de A Elite, segundo livro da trilogia A Seleção, escrita pela Kiera Cass. O livro tem previsão de estréia simultânea no Brasil e nos EUA em abril de 2013.


A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.
America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.

25 de março de 2013

Novidades no elenco das adaptações de Divergente e A Culpa e das Estrelas

A cada dia mais novidades sobre as mais recentes e diversas adaptações literárias pipocam. Hoje temos novidades com relação ao elenco de Divergente e A Culpa e das Estrelas (temos uma protagonista).

Divergente


Kate Winslet está confirmada no elenco de Divergente, ela interpretará a personagem Jeanine Matthews, a mulher mais poderosa da facção Erudita, descrita como calma, astuciosa e perigosa. Jai Courtney também está confirmado no filme como Eric, o líder da facção Audácia.


Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Com direção de Neil Burger, as filmagens começam no segundo trimestre de 2013 e tem estréia prevista para 21 de março de 2014.

A Culpa e das Estrelas


Temos a protagonista de A Culpa e das Estrelas, é ela é... Shailene Woodley (também protagonista de Divergente). Por enquanto não há mais informações sobre o elenco, mas fique ligado que, logo logo provavelmente sairão maiores informações.

"Ainda não sei muito o que pensar sobre esta escolha, mas sinceramente não fiquei satisfeito. Shailene Woodley de novo? Tudo bem que ela e boa atriz, mas onde estão as outras atrizes de Hollywood? Já iremos vê-la em O Espetacular Homem Aranha 2 como Mary Jane (que pra mim também não tem nada haver com ela) e Divergente. E para finalizar, ela não tem cara de Hazel, não consigo vê-la como Hazel."

Romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal,

Com direção de Josh Boone o filme tem as filmagens previstas para começarem ainda em 2013. Não há previsão de estréia.

22 de março de 2013

1° Selo do Blog: Leia Sempre

Estou imensamente feliz com o primeiro selo do blog, que ganhei do blog parceiro O Suficiente. Selos são sempre bons e os que incentivam a leitura e tudo mais, ainda melhores. Então vamos ao selo.

  • Citar o nome e o link de quem te enviou;
  • Indicar dois livros (no mínimo) que leu em 2012 e gostou;
  • Listar três livros (no mínimo) que deseja ler em 2013;
  • Oferecer para mais 10 pessoas ou blogs e avisá-los.

Livros Indicados

Livros que mais gostei em 2012:

Livros que quero ler em 2013:

Blogs indicados:

7 - 7 Things

Mais uma vez obrigado ao blog O Suficiente pela indicação, estou muito feliz mesmo, e espero que os blogs que indiquei também realizem esse selo e ajudem a espalhar essa ideia.

Divulgadas primeiras fotos oficiais de Percy Jackson e o Mar de Monstros


Finalmente saíram as primeiras fotos oficiais de Percy Jackson e o Mar de Monstros (dando pulos de alegria). Já estava começando a desanimar com a falta de noticias sobre essa adaptação que é uma das mais esperadas por mim. Temos Percy, Annabeth, Grover, Tyson e sim, Sr. D. (que foi inexplicavelmente excluído do primeiro filme). Então vamos conferir as fotos.


Com direção de Thor Freudenthal, o filme conta novamente com Logan Lerman, Alexandra Daddario e Brandon T. Jackson como Percy Jackson, Annabeth Chase e Grover Underwood respectivamente. O filme ainda conta com Paloma Kwiatkowski como Thalia Grace, Leven Rambin como Clarisse La Rue, Douglas Smith como Tyson e Stanley Tucci como Sr. D..

A estréia está prevista para 16 de agosto de 2013.

Quem mais ai está ansioso?



*Nota de observação: Alguém só me explica o que é aquela coisa que o Percy está segurando, porque aquilo é tudo, menos o Velocino – fim do desabafo vulgo observação.

12 de março de 2013

Novidades no elenco das adaptações de Delírio e Divergente

Foram divulgadas novas informações sobre a adaptação televisiva de Delírio, e a adaptação cinematográfica de Divergente. As informações são referentes ao elenco.

Delírio


Foi definido o elenco principal da adaptação de Delírio, trilogia distópica de Lauren Oliver. A atriz Jeanine Mason foi escalada para interpretar Hana Tate, melhor amiga da protagonista Lena Haloway (que será interpretada por Emma Roberts). Já Alex, o par romântico de Lena terá como interprete o ator Daren Kagasoff.


Na trilogia distópica, Lauren Oliver apresenta uma sociedade em que o amor é considerado uma doença fatal que pode ser curada pela ciência. Para tratar o Amor deliria nervosa, o mais mortal dos males, o governo determina que todos os cidadãos se submetam a uma intervenção cirúrgica ao completarem 18 anos. Livres do sentimento, eles passam a ter uma vida perfeita, sem surpresas ou fortes emoções.
Lena Haloway é uma jovem de 17 anos que acredita que todas essas regras contribuem para o bem-estar social e aguarda ansiosamente pelo dia de sua intervenção. Órfã, ela não vê a hora de se livrar do risco de se contaminar e do passado que assombra sua família. Mas, no momento em que se apaixona por Alex, tudo o que ela conhecia e em que acreditava desmorona. Faltando apenas 95 dias para o dia de seu procedimento, será que Lena escolherá a cura?

Ainda não há data prevista para a estréia da série.

Divergente


As atrizes Maggie Q e Zoe Kravitz, e o ator Ansel Elgort entraram para o elenco da adaptação cinematográfica de Divergente, outra trilogia distópica escrita por Veronica Roth.
Maggie Q será Tori, dona de um estúdio de tatuagem, que acaba ajudando Tris (a ser interpreta por Shailene Woodley). Zoe Kravitz interpretará Christina, membro de uma das facções, que se tornará amiga de Tris. Ansel Elgort está cotado para o papel de Caleb, irmão de Tris.


Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Com direção de Neil Burger, as filmagens começam no segundo trimestre de 2013 e tem estréia prevista para 21 de março de 2014.

8 de março de 2013

Crítica da Semana: Dezesseis Luas


Crítica da Semana é uma coluna que tem como objetivo mostrar minha opinião sobre os filmes que eu assistir. Meme semanal hospedado pelo Fanfics Memoráveis e postado nas sexta-feiras.


Nome: Beautiful Creatures
País de Origem: Estados Unidos 
Direção: Richard LaGravenese
Roteiro: Richard LaGravenese
Gênero: Fantasia
Duração: 124 min.
Ano de Lançamento: 2013
Elenco: Alice Englert, Alden Ehrenreich, Jeremy Irons, Viola Davis, Emma Thompson, Thomas Mann, Emmy Rossum, Zoey Deutch, Margo Martindale e Rachel Brosnahan.






Uma adaptação não perfeita, mas bem trabalhada.

E de lei: um fã nunca preferirá uma adaptação ao livro. É impossível ser completamente fiel ao livro, mas por vezes os produtores e diretores acertam a mão e produzem algo até considerável/aceitável aos fãs. Foi essa a sensação que tive ao ver Dezesseis Luas.

A história nos apresenta Ethan Wate (Alden Ehrenreich) e Lena Duchannes (Alice Englert), e os fatos que os envolvem relacionados a uma misteriosa maldição que ronda a família de Lena, que mudará o destino dos dois no aniversário de dezesseis anos dela.

O filme não é muito diferente do livro, apenas oculta alguns fatos e muda outros, algo já comum nas adaptações, mas que aqui, não incomodam tanto e não comprometem o andamento da história.

Uma das características que me ganharam foi o amadurecimento que deram a história, apesar dos romances e tudo mais, a coisa flui sem grandes dramas desnecessários. Mas um ponto para a produção vai pela mudança da personalidade de Ethan, o detalhe que mais me incomodou no livro. O Ethan do livro e muito imaturo e deveras bobo, lento, pateta, sem ação (escolha o adjetivo que lhe convir), no filme temos um Ethan ainda bobo, mas engraçado, e Alden Ehrenreich arranca risadas do público facilmente.

O elenco em geral em minha opinião foi bem escolhido. Não levaram em consideração a fama dos atores para atrair mais público, é isso para mim, contou como um ponto positivo, principalmente com Lena. Gostei da atriz, de sua interpretação. Ela soube ser irônica (no bom sentido) e manter o tom de seriedade sem grandes problemas.

Mais elogios para a fotografia do filme, soube mostrar um cenário com ares de mistério que lembram Nova Orleans em toda sua magia.

No mais, não é a melhor adaptação que já vi, mas está no top 10. Ouve mudanças? Sim. Ouve cortes? Sim. Mas nada que incomodasse profundamente e despertasse um ódio mortal como em outras tantas adaptações (sim, estou falando de Percy Jackson).

De um total de cinco, dou quatro, por que não é perfeito, mas valeu o ingresso. 

NOTA«««««

7 de março de 2013

Retratos da Capital: novos pôsteres de Em Chamas

O site viral Capitol Couture está publicando através de outros sites, pôsteres chamados de "Retratos da Capital" da adaptação de Em Chamas, segundo livro da distopia de Suzanne Collins.
A cada dia são publicados três pôsteres dos personagens do filme. Fique ligado que assim que novos pôsteres e notícias saírem o blog será atualizado com as imagens e informações.  
Enquanto o filme não chega, a gente mata a ansiedade com essas fotos, por que vamos combinar estão incríveis.


4 de março de 2013

Top 5 em Dobro: Lista de interesses

Alguns dias atrás eu estava navegando na internet e procurando alguma matéria, notícia ou novidade interessante que me servisse de inspiração para algum post do blog. Alguns sites já entraram na minha lista de favoritos, e é de lei eu sempre visitá-los a procura de algo que possa ser legal ou mesmo inédito para ser publicado aqui. Por isso hoje resolvi fazer um Top 5 em Dobro, ou seja, com dez itens, por que sinceramente não consegui colocar somente cinco. Então ai vai uma lista de sites legais que recomendo a vocês. Vou colocá-los em ordem de interesse. Vamos lá?

5º Lugar: Sites de variedades

Às vezes a gente está à toa na internet, e nada melhor do que um site que entretenha, seja com curiosidade ou matérias engraçadas e variadas. Este site aqui tem de tudo um pouco, vídeos, textos, curiosidades, de tudo que você pensar.
Também é parecido com o outro, mas o que me conquistou nele e que esse site publica vários curtas de animação (sou fã) um mais legal que o outro, desde os mais conhecidos até os mais amadores. Vale super a visita.

4º Lugar: Sites de dicas

Como o propósito original do blog é publicar fanfics e histórias originais minhas. Este foi uma recomendação da Bianca. Sempre visito esse site a procura de inspiração ou idéias interessantes de serem desenvolvidas. Recomendo super para quem quer começar a escrever.
Esse site também tem dicas para quem quer começar a escrever, mas ele é mais amplo e tem dicas e idéias sobre diversos assuntos, não só literatura. Vale a visita.

3º Lugar: Sites de cinema

Sou um completo apaixonado por cinema, e sempre estou à procura de novidades de filmes prestes a lançar, mesmo que não seja uma adaptação. Pra quem assim como eu, que também é louco por cinema, sugiro dar uma visitada nesse site. Super atualizado está sempre com ótimas novidades referente ao cinema.
Também é parecido com o site anterior, mas ele publica notícias variadas, além de filmes, você pode conferir noticias de séries de televisão entre outras mais. Também é bem atualizado.

2º Lugar: Sites de compras

Quando sobra aquele dinheirinho extra, nada melhor do que comprar aquele livro (ou outro produto desejado) que você quer tanto. Certamente vocês já conhecem esse site, mas pra quem ainda não conhece (vai que tem né) é uma ótima sugestão de site de compras com preços até bons, melhores ainda se você der sorte de pegar uma promoção.
Esse aqui também é bom, o único probleminha e que acho os preços um pouquinho salgados sem contar o frete. Mas para compensar ele oferece uma variedade muito maior que o anterior.

1º Lugar: Sites literários

Com o desenvolvimento do blog, comecei a publicar outras coisas mais, como notícias referentes a lançamentos de livros. Em minha opinião este e o melhor site se você quer saber sobre as últimas novidades sobre seu livro favorito ou adaptação mais esperada. Além das notícias ele publica resenha também. Mais um super recomendado.
Mais um site ao estilo do Bookeando, não tenho muito que falar, por que como disse, são parecidos e exploram o mesmo assunto. Mas não deixa de ser bom também. Dê uma conferida.

Tem também aqueles blogs que a gente sempre visita. Por isso ai vai alguns blogs (a maioria amigos) que visito sempre e estão no topo da minha lista de interesse e que recomendo o click. A começar pelos blogs parceiros do Fanfics:


Alguns outros blogs que recomendo a visita:

Irreparável
Livros com Resenhas
Válvula de Escape
Resenhas e Algo Mais
Pensando na Vida
Encanto do Livro
Oh my Dog

E vocês, tem algum site ou blog legal que goste e queira recomendar? Deixem nos comentários.

1 de março de 2013

Crítica da Semana: A Última Casa da Rua


Crítica da Semana é uma coluna que tem como objetivo mostrar minha opinião sobre os filmes que eu assistir. Meme semanal hospedado pelo Fanfics Memoráveis e postado nas sexta-feiras.



Nome: The House at the End of the Street
País de Origem: Estados Unidos 
Direção: Mark Tonderai
Roteiro: David Louka
Gênero: Suspense
Duração: 101 min.
Ano de Lançamento: 2012
Elenco: Jennifer Lawrence, Max Thieriot, Elisabeth Shue, Gil Belows, James Thomas, Krista Bridges, Nolan Gerard Funk, Jonathan Malen, Jon Mclaren, Allie McDonald.






Mais um suspense fraco, previsível e cheio de clichês que bate a nossa porta.

Não me empolguei já desde o trailer, mas resolvi dar uma chance ao filme graças a Jennifer Lawrence, já imaginava que ela seria a única razão para o filme ter estreado no cinema e atraído algum público. E não é que eu estava certo?

Podemos perdoar Jennifer por protagonizar um suspense tão vazio como esse. Quando o filme foi feito no começo de 2010, a atriz ainda estava no início da carreira e ainda não havia encantado o público com sua atuação em Inverno da Alma e Jogos Vorazes.

No filme dirigido por Mark Tonderai, Lawrence faz o papel de Elissa, uma jovem que se muda de cidade com sua mãe. Logo ela descobre que a casa vizinha a sua foi palco para o assassinato dos moradores, o que desvalorizou os imóveis ao redor (razão pela qual sua mãe pode alugar a casa) e criou diversas lendas urbanas. Sem dar atenção aos pedidos da mãe, e as lendas, Elissa começa a se relacionar com o único sobrevivente, Ryan, o misterioso filho do casal assassinado. E então a partir daí a história começa a se desenrolar (nem tanto).

Creio que o diretor se aproveitou do rosto conhecido da atriz em ascensão e jogou toda a responsabilidade de andamento do filme para cima dela. A sensação que se tem e que Jennifer carrega o filme nas costas, se esforçando ao máximo para conseguiu tirar algo de proveitoso do roteiro fraco. 

Se por um lado, Jennifer tenta salvar o filme, isso não pode ser dito dos outros atores. Elisabeth Shue, que interpreta a mãe de Elissa até se esforça, mas não engrena, de certa maneira prejudicada pelo roteiro fraco que adiciona diálogos vagos e sem ação entre mãe e filha. Com relação a Max Thieriot, que interpreta Ryan, se fosse excluído do filme a menor falta faria. O personagem não agrada em nenhum momento e o ator não apresenta a menor expressão, ficando com “cara de paisagem” o tempo todo.

Não culpo os atores, mas ao roteiro e direção em si, que enrola com o enigma do filme durante quase uma hora e meia e deixa para revelar todo o mistério (muito mal trabalhado) nos últimos dez minutos de filme (quando já e tarde demais), usando de reviravoltas desenfreadas num clímax que não empolga. Quem dirá assusta.

Em suma, A Última Casa da Rua é mais um suspense fraco, previsível e cheio de clichês que tem como arma principal o talento de Jennifer Lawrence, mas que não é o bastante para salvá-lo do fracasso. Não recomendo o filme, mas se recomendasse seria apenas para ver a atuação de Jennifer, que mesmo num filme ruim, consegue ser boa.

Dou uma estrela, metade pelo desempenho de Jennifer e outra metade pelos takes bem generosos do busto de Jennifer, um dos poucos pontos positivos do filme (haha).

NOTA: «««««